Notificações de casos de dengue são poucos, mas população deve continuar colaborando na batalha contra o mosquito

dengue

As inúmeras ações emergenciais que a Prefeitura de Morrinhos vem colocando em prática sucessivamente nas últimas semanas, objetivando eliminar os criadouros do mosquito transmissor da dengue, estão rendendo resultados altamente satisfatórios. As notificações de possíveis casos da doença são cada vez menores. A boa notícia é do Núcleo de Vigilância Epidemiológica do Municipal, passada nesta terça-feira (19) pela sua coordenadora, Josyane Cruvinel.

Segundo Josyane, na semana passada foram feitas apenas 6 notificações de casos suspeitos de dengue na cidade. “Das 6 notificações, 4 foram descartadas e 2 ainda estão sob análise”, anota Josyane acrescentando que esses números bastante animadores são frutos das estratégias que o poder público, aliado à uma mobilização geral da população, vem adotando para diminuir a proliferação do Aedes aegypti em todos os setores da cidade.

“Enquanto em outros municípios do estado de Goiás o número de casos de dengue cresce todos os dias, Morrinhos tem o privilégio de registrar cada vez menos notificações de casos suspeitos e a maioria deles é descartada. É o resultado altamente positivo da mobilização da Prefeitura e de toda a população, que estão cada vez mais empenhados na difícil tarefa de combater o terrível mosquito, responsável pela transmissão de tantas doenças. E se todos continuarem colaborando, vamos acabar tendo número zero de ocorrências”, comenta otimista a coordenadora.

Josyane Cruvinel alerta, entretanto, que a batalha contra o mosquito Aedes aegypti não pode ter trégua e todos devem continuar exercitando as medidas efetivas de combate ao mosquito, eliminando totalmente os seus criadouros que se formam facilmente dentro de casa e nos quintais. “Não podemos descuidar hora nenhuma. Qualquer recipiente que pode conter água parada, precisa ser eliminado. De nada adianta querer combater o mosquito quando ele está voando por aí. Temos que combater as larvas que estão nos criadouros e, assim, evitar que elas se transformem em mosquitos”, enfatiza.

Governo da Cidade de Morrinhos
O Povo em Primeiro Lugar
Por Jorivê Siqueira