CAPS realiza Oficina de Saúde Mental

OK caps

Na quinta-feira, 11 de junho, às 13 horas, será realizada a Assembleia Geral de Saúde Mental, no plenário da Câmara Municipal de Vereadores, com a participação de familiares e usuários de drogas. Toda a comunidade está convidada.

A Prefeitura Municipal de Morrinhos, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), realizará nos dias 08 a 12 da próxima semana, o projeto Oficina de Saúde Mental, com a participação da Rede Preceptora de São Bernardo do Campo, São Paulo. O evento contará com a Coordenação Técnica do Ministério da Saúde, para a Oficina em Saúde Mental de Morrinhos.

Segundo informação da Coordenadora do CAPS, em Morrinhos, Maiza Barros Pinheiro, a promoção tem o objetivo de capacitar e articular a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), do município para a implantação e implementação da Rede com a finalidade de proporcionar o desenvolvimento da Saúde Mental e Social do município.

A programação da Oficina de Saúde Mental de Morrinhos cumprirá o seguinte cronograma:

Dia 08/06, segunda-feira, às 8 horas – Reunião com os gestores municipais, no Gabinete do Prefeito; das 13 às 17, Fórum Coletivo no CAPS;
Dia 09/06, terça-feira, às 8 horas e das 13 às 17 horas – Vivência no CAPS;
Dia 10/06, quarta-feira, das 8 às 12 horas – Vivência com a RAPS, no plenário da Câmara Municipal de Vereadores, e das 13 às 17 horas – Supervisão no CAPS;
Dia 11/06, quinta-feira, das 8 às 11 horas – Reunião intersetorial para a formação e planos de ação para acolhimento da crise, no plenário da Câmara Municipal de Vereadores, e das 13 às 17 horas, assembleia geral com familiares, usuários do CAPS e comunidade, ainda no plenário da Câmara Municipal;
Dia 12/06, sexta-feira, das 8 às 11 horas – Organização coletiva para a elaboração do relatório final, no CAPS, e das 13 às 17 horas, reunião com os gestores municipais, também na sede do CAPS.

O que é o CAPS?
O Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) tem como finalidade, prestar atendimento ambulatorial a pacientes com transtornos mentais graves e dependentes químicos que queiram tratamento. A filosofia do órgão é substituir a internação desses pacientes em hospitais psiquiátricos e manicômios através de tratamento terapêutico especializado.

“Após ser encaminhado ao CAPS, o paciente passará por uma triagem no serviço e sendo constatada a real necessidade de acompanhamento no programa, o mesmo será acolhido em seu sofrimento para que possamos começar a construir vínculos terapêuticos e de confiança entre profissionais, paciente e familiares, para que se possa traçar a melhor estratégia para o tratamento desse indivíduo”, explica a Coordenadora do CAPS em Morrinhos, Maiza Barros Pinheiro.

Governo da Cidade de Morrinhos. O Povo em Primeiro Lugar!
Redação e fotos: Assessoria de Comunicação Social (Assecom)
Por Jorivê Siqueira