Caminhada “Faça Bonito” chama atenção para o combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes em Morrinhos

Caminhada “Faça Bonito” chama atenção para o combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes em Morrinhos

Aconteceu em Morrinhos, nesta sexta-feira, 17 de maio, a Caminhada alusiva à Campanha “Faça Bonito – Proteja nossas Crianças e Adolescentes” a qual chama atenção para o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, lembrado sempre no dia 18 de maio. A ação é fruto da mobilização da Prefeitura de Morrinhos, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), que contou com apoio da Câmara Municipal, Judiciário, Conselho Tutelar, Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA), comércio e Secretarias de Saúde, Educação e Obras.

O evento que reuniu crianças e adolescentes das escolas do município, bem como toda a sociedade civil organizada iniciou com a concentração em frente à Praça Lions. A saída ocorreu por volta das 8h, de onde os participantes seguiram pelas principais ruas da cidade até chegar na Avenida Senador Hermenegildo de Morais, próximo ao prédio da administração municipal. Durante o percurso os participantes usaram balões, folders informativos, faixas, cartazes e carro de som para chamarem a atenção de quem passava, para a problemática do abuso e exploração de criança e adolescentes.

Conforme a coordenadora da ação, Cicília Rosa, a campanha tem por objetivo chamar atenção da sociedade para assumir a responsabilidade de prevenir e combater a violência das crianças e adolescentes. “O intuito foi mobilizar a comunidade e convocá-la para o engajamento contra a violação dos direitos, promovendo e se responsabilizando com o desenvolvimento de forma digna, saudável e protegido”. Ela ainda lembrou que a denúncia é o principal instrumento de enfrentamento e combate à exploração sexual. “Se você tiver suspeita ou conhecimento de alguma criança ou adolescente que esteja sofrendo violência, deve denunciar. Procure o Conselho Tutelar ou Disque 100”, completou.