Superintendência de Meio Ambiente notifica responsáveis por danos à represa na região Santa Rosa

Superintendência de Meio Ambiente notifica responsáveis por danos à represa na região Santa Rosa

Saneago analisa fatores que estão contribuindo para a mortandade de peixes

Há cerca de denúncia aos órgãos da imprensa municipal, funcionários da Superintendência Municipal de Meio Ambiente, em fiscalização a uma fazenda da Região Santa Rosa, verificaram um número significativo de peixes mortos na represa local, da espécie tilápia. Desde então, a equipe está empenhada em descobrir as causas, identificar fatores responsáveis, encontrar soluções e evitar novos danos.

Segundo Letícia Vieira, superintendente do departamento, no momento da realização da vistoria foi constatada que o fluxo de água que abastece a represa estava obstruído além de possuir grande quantidade de algas e demais plantas aquáticas ao redor. Portanto, técnicos do laboratório da Saneago realizaram coleta de amostras de água para análise e confecção de laudo.

Subentende a engenheira ambiental, que por esse motivo aparente, seja um dos fatores que contribuem para a falta de oxigênio – que paralisa no local – e não é repassado, como deveria ser. “Essa represa, construída em uma propriedade particular, tem a finalidade exclusiva de abastecer equipamentos de irrigação. Com as instalações estruturais interrompidas, fato aliado a não circulação de água, contribuiu decisivamente para a redução na disponibilidade de O2 para os peixes colaborando para mortandade. Vamos aguardar o laudo da Saneago para comprovações acerca do caso”, comentou.

Letícia esclarece que todas as medidas necessárias foram tomadas por parte da Prefeitura de Morrinhos. “É importante ressaltar que nós registramos morte de apenas uma espécie de peixe, a Tilápia, e mais especificamente, de animais adultos, que consomem mais oxigênio”, destaca afirmando que o excesso de chuvas também compromete a vida aquática, pois, com a pouca rotatividade da água, o oxigênio não se renova.

A superintendente também informou que notificou os proprietários solicitando o recolhimento e destinação correta das carcaças. No documento também consta a exigência de análise complexa de água para verificação de possíveis fontes de contaminação no local.

 

1
Olá, seja bem vindo! Em que podemos ajudar-lhe?
Nosso horário de funcionamento: das 07h30 às 11h30 e das 13h00 às 17h00 - segunda à sexta
Powered by