Campanha de Combate à Tuberculose vai até dia 3 de junho

Campanha de Combate à Tuberculose vai até dia 3 de junho

OK-Tuberculose

A Campanha de Combate à Tuberculose começou na última segunda-feira, 23 de maio, e vai até o dia 3 de junho. O exame para identificação da doença pode ser feito no Centro Municipal de Saúde, das 8 às 17 horas.

O objetivo da campanha é levar mais informação às pessoas, reduzindo o preconceito com relação à doença. “Nosso intuito é identificar novos casos o quanto antes, pois quando tratada no início, a doença tem cura e evita as sequelas e o contágio de familiares e amigos”, esclarece a Coordenadora do Núcleo de Vigilância Epidemiológica de Morrinhos, Josyane Cruvinel.

Segundo Josyane, apesar do baixo índice de casos de tuberculose em Morrinhos (foram registrados apenas seis no ano passado), as pessoas precisam se cuidar e buscar ajuda, caso apresentem algum sintoma da doença.

Os principais sintomas da tuberculose são tosse por mais de três semanas, com ou sem catarro, perda de peso e estado febril.
Conforme explica o Secretário Municipal de Saúde, André Luiz, qualquer pessoa com esses sintomas deve procurar o Centro Municipal de Saúde para fazer o exame e receber o diagnóstico. Em seguida, os familiares e as pessoas que possuem contato com o infectado, devem passar por uma avaliação médica a fim de evitar o contágio.

São mais vulneráveis à doença as populações indígenas, presidiários, moradores de rua – estes devido à dificuldade de acesso aos serviços de saúde e às condições específicas de vida-; além das pessoas vivendo com o HIV. De acordo com dados do Ministério da Saúde, dentre as pessoas com diagnóstico confirmado de tuberculose, 9,7% apresentaram infecção por HIV em 2015.

A tuberculose é causada pelo Bacilo Mycobacterium tuberculosis, também conhecido como Bacilo de Koch, transmitido pelo ar, através do contato com pessoas doentes. Ela pode ser evitada priorizando a alimentação saudável e mantendo a casa arejada e uma alta imunidade.

As pessoas com suspeita de tuberculose devem fazer um exame de sangue e passar por uma avaliação médica, a fim de direcionar o tratamento adequado. A partir do diagnóstico da doença, o Ministério da Saúde (MS) oferece um tratamento com medicamento mensal, com acompanhamento, para verificar o processo curativo.

“Quando diagnosticada a tempo, a tuberculose tem cura. Orientamos que todas as pessoas que apresentem tosse por mais de três semanas, com ou sem catarro, perda de peso e estado febril, procurem o Centro Municipal de Saúde o quanto antes, para tratamento adequado”, finaliza a Coordenadora do Núcleo de Vigilância Epidemiológica, Josyane Cruvinel.

Governo da Cidade de Morrinhos. O Povo em Primeiro Lugar!
Redação e fotos: Assessoria de Comunicação Social (Assecom)
Por Ellen Ribeiro

1
Olá, seja bem vindo! Em que podemos ajudar-lhe?
Nosso horário de funcionamento: das 07h30 às 11h30 e das 13h00 às 17h00 - segunda à sexta
Powered by