Nota de esclarecimento sobre mortes por dengue neste ano em Morrinhos

OK Mosquito-aedes-aegypti

A Assessoria de Comunicação da prefeitura conversou na manhã desta segunda-feira, 7 de dezembro, com a Coordenadora do Núcleo de Vigilância Epidemiológica de Morrinhos, Josyane Cruvinel. Na ocasião ela deu esclarecimentos sobre o atendimento prestado às duas pessoas que morreram com dengue em Morrinhos em 2015. Confira:

Primeiro caso: O Rapaz O.F.S. de 36 anos foi encontrado morto em sua residência no dia 21 de maio deste ano. O Hospital Municipal de Morrinhos encaminhou o corpo para o Serviço de Vigilância de Óbito (SVO), em Goiânia, onde foi feito o exame imuno-histoquímico.

Foi identificada a causa da morte como sendo dengue, acrescentada das complicações de saúde já existentes, uma vez que o paciente era diabético descompensado. No entanto, ele não procurou os serviços de saúde do município.

Segundo caso: A senhora C.C.A. de 72 anos procurou um PSF do município no dia 07 de março deste ano. Na ocasião, o médico pediu os exames de sorologia. A paciente fez os exames em um laboratório particular de Morrinhos e foi notificada com dengue no dia 12 de março. Ela retornou ao PSF no dia 14 do mesmo mês e, como não estava bem, foi encaminhada para o Hospital Municipal de Morrinhos. Ela foi internada na unidade hospitalar no dia 14 de março, onde recebeu hidratação, acompanhamento dos exames e teve toda a assistência necessária.

No dia 17 de março, a mulher teve que retornar ao Hospital Municipal e foi internada novamente. Foi prestada toda a assistência, porém, a paciente já tinha doenças pré-existentes complicadas, uma vez que era portadora de insuficiência renal crônica, doença de chagas e cardiopatia, que colaboraram para que viesse a óbito no dia 18 de março.

Ouça entrevista completa realizada pela repórter Ellen Ribeiro com a Coordenadora do Núcleo de Vigilância Epidemiológica de Morrinhos, Josyane Cruvinel:

Governo da Cidade de Morrinhos. O Povo em Primeiro Lugar!
Redação e fotos: Assessoria de Comunicação Social (Assecom)
Por Ellen Ribeiro