De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Cage,), foram 198.828 admissões no primeiro quadrimestre de 2017, o que resultou em um saldo positivo de 25.421 vagas com carteira assinada no período.

Em abril, a indústria de transformação foi a campeã de geração de empregos no Estado, com saldo de 2.489 postos de trabalho. Logo em seguida, vem a pecuária (2.232 vagas), a construção civil (1.632 vagas) e o setor de serviços (1.171), de acordo com os dados do Caged.

Entre os municípios com mais de 30 mil habitantes, os maiores geradores de emprego em abril foram:

Goianésia (1.408).

Formosa (1.395).

 Morrinhos (578) e Aparecida de Goiânia (456).

“Mais uma vez esta notícia nos traz a confirmação dos acertos da nossa administração de incentivar e apoiar o empreendedorismo e a qualificação na mão de obra em Morrinhos e também nos avanços da educação, obras e saúde em nosso município”. afirma o prefeito Rogério Troncoso.

Os dados de geração de emprego reforçam o momento positivo da economia goiana. Na semana passada, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que Goiás liderou o crescimento da produção industrial no País, com 8% na comparação entre março de 2016 e março de 2017. No acumulado do primeiro trimestre, o crescimento foi de 6,6% em relação ao mesmo período do ano passado, o que garantiu a Goiás também o primeiro lugar nacional.