Estudantes e autoridades prestigiam abertura da Exposição “Arte e Água”

OK DSC_0062

OK DSC_0055

A abertura da Exposição “Arte e Água: essenciais para a vida” do Museu Itinerante da Monsanto contou com a visita de autoridades morrinhenses e estudantes da Escola Municipal Professor José Cândido, na manhã desta sexta-feira, 10 de abril, no Centro Administrativo da prefeitura (antigo fórum). A iniciativa é da Monsanto, em parceria com a Prefeitura de Morrinhos, por meio das secretarias municipais de Educação e Cultura.

O público morrinhense poderá ver os quadros de artistas nacionais e internacionais até o dia 12 de maio (terça-feira), quando terminará a exposição. Durante cerca de 30 dias está previsto que mais de 3 mil alunos das escolas municipais de Morrinhos visitem a exposição.

“Este museu itinerante chegou num momento oportuno, pois vivemos numa época em que a falta de água é um problema a ser discutido e avaliado. Agradeço aos expositores e à Monsanto por escolher nossa cidade para mostrar essas belas obras de arte. Quero dizer que Morrinhos está de portas abertas para a arte e a cultura”, salientou na ocasião o prefeito Rogério Troncoso.

Durante a solenidade aconteceu o corte da fita inaugural de abertura do Museu Itinerante “Arte e Água: essenciais para a vida” e a assinatura do livro de presença.

O projeto Museu Itinerante leva desde 2008 reproduções de obra de arte que estão espalhadas pelos principais museus do mundo às mais diversas localidades do Brasil, com o objetivo de disseminar a arte e a cultura.

Conforme explica a idealizadora do projeto, Soraya Galgane, o projeto existe há sete anos. No total, com mais esta edição, a iniciativa passará por mais de 40 cidades em todo o País, devendo ultrapassar um público de mais de 300 mil pessoas.

Sobre a exposição
Este ano o tema da exposição é: “Arte e Água: essenciais para a vida”. As telas são de 40 artistas brasileiros e estrangeiros de várias épocas. Elas foram escolhidas cuidadosamente e organizadas em cinco blocos temáticos:

– Rio, barco e luz: rios de dentro e de fora, os que levam a algum lugar como paisagens e atmosferas cheias de luz e tinta.
– Mar: mares reais, imaginários, distantes e misteriosos.
– Corpo e Saúde: corpos que sonham, sorriem e choram, corpos simbólicos e afetivos.
– Nuvem, névoa, neve e chuva: românticas, concretas, emocionadas, próximas, mágicas, contraditórias, sombrias, alegres e sutis.
– Planta e bicho: selvagens, fantásticos, comestíveis e preservados.

“Através de cada obra de arte, os visitantes vão fazer um passeio pelo túnel do tempo do século 17 até hoje. A arte nos toca de forma sensível, levando-nos à reflexão de forma crítica e profunda. Esses artistas retrataram em suas telas uma problemática em pauta que é a crise hídrica e a responsabilidade de cada cidadão na preservação do planeta”, ressaltou em seu discurso a Curadora da Exposição, Vera Barros.

OK DSC_0069

OK DSC_0070

OK DSC_0087

Governo da Cidade de Morrinhos. O Povo em Primeiro Lugar!
Redação e fotos: Assessoria de Comunicação Social (Assecom)